Como me vejo ante as Circunstâncias?

Circunstâncias estão presentes em nossa vida a todo instante. Circunstâncias favoráveis e circunstâncias contrárias.
Infelizmente no momento em que passamos temos a sensação de que todas as circunstâncias são contrárias e, como enfrentaremos estas circunstâncias depende do modo que nos “vemos” diante das mesmas.
CapturarUma figura que tem corrido pela internet é de um pequeno cabrito enfrentando um touro. Quem postou este pequeno vidro afirma que somos o pequeno cabrito e as circunstâncias o touro, por isso temos que ter fé e persistência para vencermos.

Há um principio muito errado nesta declaração!
Como nos vemos diante das circunstâncias determinará nossa disposição para lutar e vencer.
A Bíblia mostra duas situações em que os personagens se viram inferiorizados diante das circunstâncias e nos trás alguns ensinamentos!
A primeira situação aconteceu quando por ordem de Deus, Moises enviou 12 Príncipes para espiarem a terra de Canaã, visto que estavam prestes a invadirem a terra prometida e tomarem posse da mesma. Depois de quarenta dias eles voltaram e trouxeram seus relatórios, dez deles viram-se como pequenos gafanhotos diante de homens gigantes que podiam destroça-los com um simples pisar em suas cabeças. Para estes a vitória não viria, pois era impossível enfrentar aqueles gigantes e derrota-los. É impossível à um pequeno gafanhoto ser vitorioso diante de um ser humano, e ainda por cima gigante!
A segunda situação foi quando o Rei da Assíria mandou um grupo de seu exército buscar o Profeta Elizeu, pois o mesmo vinha frustrando seus projetos de matar o Rei de Israel. Elizeu e seu moço estavam em Dotã e ao amanhecer o Moço levanta-se e vê que a cidade está cercada por carros, cavalos e guerreiros! Ele ficou desesperado, pois sabia que não tinha como escapar daquele exército, treinado, armado e bem posicionado!
“Porque, como imaginou no seu coração, assim é ele”. (Pv 23.7a)
Interessante é notar que nestas duas situações, temos pessoas com visão diferente!
No caso dos espias, dez trouxeram o relatório: “Somos gafanhotos e eles Homens Gigantes, seremos destruídos” (Nm 13.32-33). Os outros dois, Josué e Calebe, disseram: “Se o Senhor se agradar de nós o venceremos como quem está comendo pão, eles são o nosso pão!” (Nm 14.6-9)!
Que contraste na visão! Uns se veem como gafanhotos (que podem pular e tentar fugir ao menos) diante de Homens Gigantes e malvados que podem destruí-los; outros se veem como homens famintos diante de pão (que é indefeso e imóvel!), veem o adversário como sua refeição!
No Caso de Elizeu e seu moço diante do exercito, o Moço vê o exército cercando a cidade e chega a conclusão de que tudo está perdido e entra em desespero e grita: Aí, Senhor Meu! Elizeu, calma e tranquilamente ora para que Deus abra os olhos espirituais do moço para que ele veja o que de fato está acontecendo, pois o exército do Senhor que ali está para defendê-los é muito maior e mais bem armado!
De novo que contraste na visão! Um vê o inimigo fortemente armado e estrategicamente postado no terreno, portanto, a morte é certa! O outro vê O Exercito do Senhor postado entre eles e o adversário e este exercito amigo é maior e melhor armado! Vitória Certa!
Como temos olhado para as circunstâncias? Qual é a nossa visão?
A visão é produzida pela imagem e a interpretação da mesma!
A interpretação da imagem depende do conhecimento que tenho sobre tal!
Se, tenho conhecimento suficiente de quem eu sou, quem me fortalece e abastece, quem me capacita, etc. sempre olharei para as circunstâncias e embora reconheça a real situação, sei que sou maior e que posso vencer. Sei que estou capacitado para a vitória, sei que tenho aliados muito mais poderosos e capazes!
Mude a sua visão e mudará as circunstâncias!
Olhe para as circunstâncias de uma posição de vencedor em Cristo Jesus e nenhuma circunstância, por mais ameaçadora que seja poderá te assustar, pois você sabe quem você é e sabe que aquele que está contigo é infinitamente mais!
(Pr. Paulo Coura – Naviraí-MS 14/08/2015)

Anúncios