A Vida no Espírito (1ª parte – definição)

Romanos 8.1-7; Gálatas 5.16-17;  2Co 5.17; Gálatas 2.20

O Ser humano é Sensual: Vive pelos seus sentimentos e sentidos físicos.

Somos uma soma de sentimentos, traumas e conhecimentos adquiridos ao longo de nossa vida.

O meio em que vivemos nos forma, por mais que tentemos evitar, sempre sobrará em nossa Alma coisas que vivenciamos em nosso ambiente de vida.

Aquilo que vemos (por leitura ou simples olhar) e ouvimos, vai se apegando à nossa alma, pois ficam registrados com maior ou menor grau. Por isso, vivemos tão atribulados com coisas que no fundo não nos dizem respeito como indivíduo!

Nossas práticas estão eivadas de “consciência coletiva”, ou seja, o que todo mundo faz, pensa, aceita ou condena.

A cultura de um povo está cheia de paradigmas criados ao longo do tempo e que se tornam automatizados na prática do dia a dia.

Ser Cristão é viver em meio a tudo isso, mas sem contaminar-se com isso!

O Cristão tem um estilo próprio de viver, uma cultura própria, que na verdade é uma contra cultura à cultura mundana!

Os paradigmas da vida comum não devem influenciar o estilo cristão de viver!

Qual o estilo de vida do cristão? A VIDA VIVIDA NO ESPÍRITO!

Paulo diz: “Estou crucificado com Cristo; logo, já não sou eu quem vive, mas cristo vive em mim; e esse viver que, agora, tenho na carne, vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e a si mesmo se entregou por mim”!

Um olhar um pouco mais cuidadoso sobre este texto nos conduzirá a compreensão de que a vida cristã, não é a mesma que a vida de um homem natural!

Como cristãos vivemos em meio ao mundo natural com todas as suas mazelas e circunstâncias. Comemos, bebemos, trabalhamos, dormimos, nos divertimos, compramos, vendemos, votamos, conversamos, nos movemos, etc. aparentemente tudo igual, nenhuma diferença visível a olhos nus. Contudo, nosso viver deve ser completamente diferente, pois, nossos motivos são diferentes, nossos objetivos são diferentes e nossas práticas são diferentes, porque a fonte de nosso viver é diferente.

A fonte de nosso viver é CRISTO!

De novo o Apóstolo Paulo nos dá a dica: “Nele vivemos, e nos movemos, e existimos… Porque Dele também somos geração” (At. 17.28) e continua dizendo: “E tudo o que fizerdes, seja em palavra, seja em ação, fazei-o em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai.” e ainda: “Tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo coração, como para o Senhor e não para homens” (Cl 3.17, 23).

Então tudo o que fazemos neste mundo, mesmos as coisas materiais devem ser feitas para a glória do Senhor. Nosso viver é diferente e deve ser mesmo diferente de todos, pois os paradigmas mundanos não são para nós os cristãos!

A busca da felicidade, tão decantada entre os humanos, que tem levado a tantas descobertas, tantas alegrias momentâneas, tantas desavenças e até mesmo guerras, para nós cristãos se resume em viver a vida de Cristo em nosso dia a dia.

No mundo, a felicidade está em pessoas, coisas ou posses com as quais o ser humano se relaciona.

Em Cristo a felicidade está em SER filho de Deus!

Como filhos de Deus nós vivemos a partir de um posicionamento diferente do mundo, pois nós não vivemos para conquistar, pois em Cristo nos tornamos conquistadores de tudo o que precisamos, vivemos para estabelecer aqui na terra o Reino de Deus; vivemos para manifestar na dimensão física a conquista que obtivemos em Cristo na dimensão espiritual.

……..

Até a próxima oportunidade!

Pr. Paulo Coura
Igreja Presbiteriana
Renovada de Naviraí-MS

Anúncios