Até Quando?

Os dias em que vivemos, por si só, mostram-se trabalhosos e difíceis para a IGREJA que deseja andar em santidade e nos princípios bíblicos. A pós modernidade, que já parece estar ultrapassada, com suas afirmações, tais como: Não existe  absolutos, tudo é relativo! A corrupção sendo relativizada e por aí vai!

Paulo disse: “Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências” (2 Timóteo 4:3), temos visto o cumprimento destas palavras de modo concreto!

Pregadores lutam para agradar seus ouvintes, tantos aos que querem palavras doces e de auto afirmação ou auto ajuda, como aos que gostam de palavras duras e críticas ácidas, sempre contra o seu próximo, nunca contra o seu pecado ou estilo de vida!

A Palavra de Deus (Bíblia) tem sido torcida e distorcida para falar aquilo que desejamos ouvir!

A Igreja brasileira tornou-se um saco de pancadas, batem sem dó nas más atitudes e erros crassos que alguns pastores, pregadores, apóstolos, bispos cometem, sem contudo fazer a devida exceção.

Líderes de grandes igrejas e de denominações se prestam ao jogo político, alguns sem sequer dar conta de que estão sendo usados e, quando surge a lama da corrupção lançando no limbo todos os que se prestaram a apoiar tal político, em vez de se pronunciarem pedindo perdão aos liderados por sua ação intempestiva e mal pensada, que agora traz vergonha ao arraial evangélico, se justificam usando textos bíblicos, citam o Apóstolo Paulo: “Admoesto-te, pois, antes de tudo, que se façam deprecações, orações, intercessões, e ações de graças, por todos os homens; Pelos reis, e por todos os que estão em eminência, para que tenhamos uma vida quieta e sossegada, em toda a piedade e honestidade; Porque isto é bom e agradável diante de Deus nosso Salvador” (1 Timóteo 2:1-3), basta um leitura simples e uma olhada no contexto em que Paulo falou, para entender que Paulo não estava falando de reuniões politicas com orações vazias!

Este é um tempo trabalhoso!

Todavia, este é um tempo de vivermos a Santidade (separação) e os princípios divinos que são imutáveis: Comunhão com os Santos, Pregação aos Pecadores, Vida ilibada, Separação daqueles que se dizendo irmãos vivem em dissoluções, etc!

A IGREJA brasileira não é corrupta, A IGREJA brasileira não é pecadora contumaz!

A IGREJA brasileira foi comprada, lavada e purificada com o SANGUE DO CORDEIRO DE DEUS!

A IGREJA brasileira (triunfante) conta com grandes homens de Deus, que doaram suas vidas, literalmente, para o estabelecimento do Reino de Deus e da salvação desta nação. Homens que não buscaram glória humana, não se envolveram em política partidária, homens que não possuíram riquezas, não possuíram programas de televisão, que não foram doutores em nada, homens como o Pr. Clemente Rosa, da Igreja Assembleia de Deus Madureira, em Amambai-MS, que nos anos 80, andava à pé  40km para ir e outros 40km de volta, afim de celebrar a CEIA DO SENHOR com irmãos em uma congregação rural (que não rendiam dízimos e ofertas vultuosas)! Não tinha conhecimento humano, lia com dificuldade, falava um português de matuto, mas AMAVA a Cristo e fazia sua obra por amor! (Cristo vem breve, e encontrarei o Pr. Clemente na Glória do PAI)!

Temos congregando entre os Santos da Igreja Brasileira (igreja militante), pessoas que ainda estão no processo de SANTIFICAÇÃO, uns num estágio primário, vivendo ainda as práticas do velho homem; outros em um estágio mais avançado, já vivem separados de muitas práticas do velho homem e, infelizmente, muitos falsos e enganadores!

Estamos caminhando para a Glória!

Tendo por certo isto mesmo, que aquele que em vós começou a boa obra a aperfeiçoará até ao dia de Jesus Cristo; (Filipenses 1:6)

(Pr. Paulo Coura)

Anúncios